PREVENÇÃO

Você está em - Home - Prevenção

Prevenção de Pré-eclâmpsia

A pré-eclâmpsia, que pode evoluir para eclampsia, pode interferir com a capacidade da placenta de fornecer oxigênio e nutrição para o feto. O bebê pode nascer com peso menor que o normal, pode ter outros problemas de saúde, e pode precisar sofrer um parto prematuro.

Como se não sabe exatamente qual a causa da pré-eclâmpsia, é muito difícil saber como evitá-la. Mas uma vez que a pré-eclâmpsia foi identificada, existem passos que você pode tomar para evitar a eclâmpsia, a forma mais grave de pré-eclâmpsia, bem como reduzir a chance de que a pré-eclâmpsia prejudique o desenvolvimento do bebê. Estes incluem:

  • Repouso
  • Monitorização cuidadosa da mãe e do bebê
  • Parto quando necessário
  • O Dr. Eduardo Boulhosa Nassar, além de investir em tecnologia de ponta, fez da Clínica Som Diagnósticos uma das mais modernas clínicas de diagnósticos por imagem de Belém.

    VEJA TAMBÉM:

    Pesquisas mostram que a aspirina tem um efeito protetor em mulheres com fatores de risco para a pré-eclâmpsia. Se você tem fatores de risco significativos e uma história de pré-eclâmpsia, o seu médico pode recomendar que você tome uma dose baixa de aspirina diariamente desde o início da gravidez.

    Uma vez que o bebê nasceu, a pressão arterial deve voltar ao normal.

    VEJA OUTROS: